Com recente aumento do diesel, saiba como economizar combustível e dar mais força ao motor

By 8 de junho de 2020Novidades

Veículos pesados e máquinas agrícolas podem ter reprogramadas a sua central eletrônica e, assim, gerar economia de combustível e ganhar produtividade

Para o caminhoneiro e o empresário do setor de transporte e agrícola que necessita do diesel para manter suas atividades, torna-se um dilema este aumento de 8% para as distribuidoras, conforme anunciou a Petrobrás recentemente. A porcentagem poderá refletir no consumidor final e passa a ser fundamental reduzir os custos e aumentar o desempenho em busca de uma real economia de combustível. Mas como fazer isso? Uma boa saída é a reprogramação de ECU, também conhecida como chip de potência, desde que se escolha uma empresa especializada e que ofereça um trabalho personalizado.

SFI CHIPS, é uma das empresas brasileiras mais bem-conceituadas no segmento de alta performance para veículos a diesel. Com desenvolvimento tecnológico focado em soluções customizadas, quer dizer, softwares próprios de remapeamento para cada necessidade do cliente/veículo, que fazem uma reprogramação do módulo de injeção eletrônica (ECU) do motor, se consegue obter ganhos significativos em potência, torque e velocidade do veículo. “A reprogramação é baseada em cada aspecto do motor e do regime de trabalho do equipamento, o que garante otimização do uso da energia e, como consequência, melhores performances dos veículos. E traz vantagens que vão além: como aumento do rendimento de combustível, com redução de até 20% em custos com abastecimentos”, explica Márcio Medina, sócio-diretor da SFI CHIPS.

É um procedimento de alta tecnologia, feito eletronicamente, por meio de diagnóstico do veículo e da pretensão de seu dono. “A SFI CHIPS consegue manipular uma série de situações, em que coloca o veículo pesado, seja caminhão, máquina agrícola e náutica, de todas as marcas, em condições desejáveis. O trabalho garante confiabilidade, durabilidade e alta produtividade com custo menor por quilometro rodado”, afirma Medina.

A melhora da dirigibilidade também é um dos diferenciais, sem contar a redução do impacto ambiental gerados pela melhor eficiência energética dos motores movidos a combustível fóssil, uma vez que isso afeta toda a cadeia produtiva do mesmo.

Máquinas agrícolas – A empresa tem um trabalho especifico com o agricultor. “São caminhonetes que, habitualmente, usam no seu cotidiano carga pesada, às vezes de 700 a mil quilos diariamente, e que percorrem de 100 até 200 mil quilômetros, em regime severo. A SFI CHIPS tem um desenvolvimento específico completamente voltado para o uso pesado, que fica muito bom e prevê a longevidade”, explica o executivo.

Nas máquinas agrícolas é possível aumentar o desempenho justamente para economia. O software é completamente voltado para o rendimento de combustível, que vem do incremento de torque. “A máquina ganha força, o propulsor trabalha com mais folga e, com isso, ganha-se economia que em máquinas agrícolas pode chegar a incríveis 28%, com resultados comprovados”.

“A empresa já fez parceria de quatro anos (de 2012 a 2016) com fabricante de máquinas de implementos agrícolas, desenvolvendo projetos principalmente no Rio Grande do Sul, com fazendeiros e concessionárias. “Os resultados na linha agro foram ótimos. Nossa linha pesada é muito desenvolvida, podemos atuar em todos os motores a combustão”, afirma Medina.

A SFI CHIPS também pode configurar frotas inteiras em pouco tempo para que tenham um melhor rendimento energético, gerando uma economia de milhares de reais para as empresas de transporte. As soluções de alto desempenho desenvolvidas são destinadas a motores à gasolina, diesel, flex e híbrido.

Segundo Medina, a durabilidade do motor não é comprometida porque é realizado um projeto especifico para cada caso, desde o cliente final até uma empresa de mineração, competidores e frotistas. “Quando fazemos um propulsor, estamos preocupados com a durabilidade, temos que ter toda cautela e cuidado com isso”, conclui.

História – Entre os motivos que fez Medina ser reconhecido nacionalmente foi sua estratégia ousada e eficaz: sua empresa é a única a fazer um estudo de campo, onde são testadas ao extremo as suas  soluções tecnológicas, em situações adversas pelo interior e sertão brasileiros, por meio de parcerias com grandes equipes e pilotos multicampeões do Rally dos Sertões  (como Edu Piano e Glauber Fontoura), no Campeonato Brasileiro de Rally Cross Country, na Mitsubishi Cup, entre outros. Transformando a empresa referência no segmento motorsport pelos vários títulos conquistados: um total de 16 no Rally dos Sertões.Com 12 anos de atuação, a SFI CHIPS trabalha com desenvolvimento tecnológico focado em soluções customizadas, tornando-se líder em desenvolvimento de reprogramações de alto desempenho, sobretudo no segmento 4X4. Há três anos trabalha em parceria com a Spinelli Racing/ Mitsubishi Motors, que lançaram em 2019 o modelo L200 Triton Sport R, que já sai da fábrica com as soluções de alta performance da SFI CHIPS, tendo conquistado o título do Rally dos Sertões 2019, na categoria Production T2. De capital 100% nacional, a empresa faz alto investimento em soluções tecnológicas e profissionais capacitados. Tem sede em São Paulo e atualmente possui mais de 50 agentes autorizados pelo país. Atualmente tem um total de 10 mil projetos, entre veículos leves e pesados. Mais informações www.sfichips.com.br, Facebook: @sfichips e  Instagram: @sfichips.


MSuzuki Comunicação

Mércia Suzuki – mercia.suzuki11@gmail.com / 11 99705-7720
Deborah Ferreira – deborahritaferreira@gmail.com/ 11 97252-2360
www.msuzukicom.com.br

Deixe um Comentário

Pronto para a diversão?

Entre em contato conosco e solicite um orçamento.

Close

WhatsApp chat